Pages

Subscribe:

Ads 468x60px

Tecnologia do Blogger.

quinta-feira, 22 de março de 2012

Parabéns, Canas!

Parabéns, Canas, pelo seus 19 anos em 22 de março!

Foto: Prefeitura de Canas
Vista área de Canas
Canas – seu nome é devido à desapropriação de uma fazenda na região de Lorena chamada “Fazenda das Canas” para acolher os imigrantes que vinham trabalhar com canas.
Localiza-se entre os municípios de Lorena e Cachoeira Paulista, na Região do Alto do Vale do Paraíba, às margens do Rio Paraíba do Sul e entre as Serras do Quebra Cangalha (do Mar) e da Mantiqueira.
Canas
Com uma área de 51 Km², Canas tem em suas terras as águas do Ribeirão Caninhas, Ribeirão Canas e Córrego do Tijuco Preto.

Foto: Prefeitura de Canas
Vista aerea de Canas
CanasRM Vale: subregião de CruzeiroAniversário: 22/03/1993Padoreira: Nossa Senhora Auxiliadora (24/05)Idade: 19 anos (em 2012)

Foto: Prefeitura de Canas
Vista da cidade de Canas
Sua economia atual está pauta na rizicultura (plantio de arroz), horticultura, pecuária (gado leiteiro), indústria (cerâmica, pré-moldados plásticos e minério).
Canas
A propriedade fora de Alferes Francisco Ferreira dos Reios foi desapropriada para proporcionar o assentamento das famílias dos imigrantes italianos, em 1887, que vieram para plantar cana e abastecer o Engenho Central de Lorena.
Além dos italianos também haviam portugueses.
Esses imigrantes receberam propriedades territoriais para exploração agrícola juntamente com um contrato de 400 mil réis e um prazo de quatro anos para resgatar a dívida.
Para a própria subsistência plantavam arroz, feijão, batata e verduras.
Como o local era de mata fechada que precisa desbravar, por isso muitos imigrantes retornaram para a Itália.
Com a falência do Engenho Central de Lorena, os colonos foram obrigados a plantar diversos tipos de alimentos.
Vendiam arroz socado no pilão.
Trouxeram hábitos alimentares da Itália, tais como: macarrão, pão feito em casa, vinho e hatugue (bolinho de trigo feito com ovo).
Foto: Prefeitura de Canas
Festa Italiana de 2010 em Canas

Os italianos faziam festa em homenagem a Santo Antônio de três em três meses. Após a missa das oitos horas, serviam café, pão com manteiga para todos os fiéis. A tradição continua até hoje na Igreja de Caninhas. Em 1904, construíram a Igreja de Caninhas sendo o padroeiro Santo Antônio.


Canas

Canas
Mais tarde construíram outra igreja no centro de Canas e a padroeira passou a ser Nossa Senhora Auxiliadora. A festa é comemorada no último Domingo do mês de maio.
Canas passou de Núcleo Colonial Agrícola (1890) para bairro, distrito e Município.
Como pertencia ao município de Lorena, a participação política dos moradores só começa a aparecer nos anos 60 quando elege representantes para a Câmara Municipal de Lorena: João Neri Marton (1960); Arthur Domingues Quintas (mandatos: 63/67 e 68/72); Valderez Gomes de Lucena Filho (89/92 e 93/96).
Somente em 1992 é que o PLEBISCITO POPULAR concede o direito de emancipação a Canas. Na ocasião o então representante do distrito na Câmara de Lorena é eleito presidente da Frente Distrital Paulista de Emancipação.
Sua emancipação, contudo só se dá em 1993 (Lei 8.550/1993), elegendo seu primeiro prefeito, em 1996: Rynaldo Zanin, que tomou posse em janeiro de 1997.

Conhecer a Cidade de Canas
Academia ao ar livre

Praça

Canas

Prédio da Prefeitura de Canas


Informações prestadas pela Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Canas.
Fotos: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Canas

Antonia Alves
Editora do Portal RM Vale

0 comentários:

Postar um comentário